Ventos Noturnos

Na velocidade dos ventos, as palavras refrescam…

Arquivos da Categoria: Palavras

Apenas Saudades

image

 

Às vezes o coração fica brincando com a gente, brinca tanto que nem sabemos realmente o que estamos fazendo. E foi mais ou menos isso que aconteceu: o meu coração, hoje, acordou com saudade… saudades do mar!!

Nossa quanta saudade eu tenho do mar, de poder contemplar aquela maravilha, de me sentir gente grande, sentir os problemas pequenos… nossa que beleza! Aquele objeto natural é uma coisa divina, uma perfeição… Parece que ao contemplá-lo, o sentimento que toma conta do nosso eu, é a grandeza, o poder, mas não aqueles sentimentos egoístas e sim aqueles que transformam qualquer grande problema em pequenos e invisíveis…

Esse é o poder que o mar tem: ele nos transforma! Alivia os nossos pesares, as nossas tristezas, as nossas angústias, por isso não me canso de contemplá-lo! Ah… quanta saudade eu tenho de ti!!

Saudades de contemplar um pôr-do-sol, saudade do cheiro do mar, da areia, de sentir as ondas vindo me encontrar, saudade do sal… saudade de tudo… mas é uma saudade gostosa, cheia de nostalgia, com cheiro de mar, com sonhos e com apenas um certeza… Eu ainda vou te encontrar!!! E nada de tristeza porque o mar é vida, então até a próxima estação!!

 Brisa
Fevereiro de 2009, no blog: Gotas de Orgalho

Anúncios

Devaneios

image 

“If I lost my way you’d carry me home”

Os dias passam tão rápido diante de nossos olhos que não percebemos a essência de cada movimento. Todos as manhãs, quando acordamos, nos deparamos com o desconhecido e começamos a nos questionar como será aquele dia. Há momentos em que nem ligamos para aquele desconhecido que temos que preencher, no entanto precisamos dele para contar e reter lembranças futuras.

Nem sei porque estou começando este post com essas afirmações. Mas a verdade é que me peguei pensando sobre a correria dos nossos dias e o quanto somos negligentes com o nosso presente. Muitas vezes não damos o devido valor as pequenas coisas. O mínino das coisas está na sua essência. Infelizmente temos pressa, e a pressa atrasa o relógio.

Me perdir em alguns caminhos, mas me reencontrei na canção e nas lembranças passadas que agora me fortalecem para continuar no presente. Algumas recordações serão eternas, nunca esqueceremos, principalmente àquelas que guardamos no coração.

Parque. Praça. Música. Fone. Lembranças. Spice Girls. Amigo. Capa de cd.

As recordações somam o prensente e o curso que o dia em branco segue. Eu só sei que no final dele (do dia) tenho um papel cheio de prosa devaneada. O importante é deixar a tinta escorrer no papel e desenhar o sorriso que a música fez questão de lembrar.

Reconexão

image

 “A vida mesmo que às vezes sofrida, é tão curta e tão bonita para não ser vivida.”

Aqui eu reconecto com o mundo, volto a soprar sobre as cidades dos meus sentimentos. Enquanto as ventanias noturnas me perturbam, eu sigo sobrando pelas tardes e cantando canções que me reconcecta com o lado exterior da minha vida. Preciso das mudanças que eu quero mudar. Nunca é tarde para recomeçar ou reconectar com aquilo que queremos. O passo inicial é o querer, o torcer, o recomeçar. E hoje recomeço com as palavras, música e com o mundo, mesmo ele não sendo o que eu queira, mas farei de tudo para que ele seja o meu mundo….

*Ouvindo Daniel – Do outro lado do rádio