Ventos Noturnos

Na velocidade dos ventos, as palavras refrescam…

Arquivos de tags: livro

Vamos esquecer um livro?

“A palavra é o meu domínio sobre o mundo.”
“Clarice Lispector

image

Eu vi no blog da Suzana (Entre marés) a seguinte pergunta: “Vamos esquecer um livro?” curiosa que sou fui correndo ver o que era e descobrir essa deliciosa blogagem coletiva. A regra era esquecer um livro em algum lugar público e deixar uma mensagem avisando que aquele livro foi esquecido de propósito e quem o encontrasse pudesse ler e depois passar adiante, incentivando a leitura. Eu sou uma leitora compulsiva e adorei a ideia. No entanto fiquei meio temerosa porque tenho muito ciúmes dos meus livros, mas procurando em minha estante vi alguns exemplares repetidos e ai pensei: “por que não esquecê-lo?” E aqui estou para esquecer um livro!

“Muitos homens iniciaram uma nova era na sua vida a partir da leitura de um livro”
Henry David Thoreau

Eu acredito que todo mundo gosta das palavras da Clarice Lispector, acredito que seja uma das melhores escritoras brasileiras. Gosto demais dos livros e pensamentos dela, acho que todos deveriam ler essa poetisa maravilhosa. Então, esqueci na praça da minha cidade “A hora da estrela” . Fiquei de longe observando quem passaria por ali pra pegar essa obra maravilhosa. Um garoto, daqueles que saem da escola mais cedo, folheou o livro, leu o bilhete e sorriu. Colocou entre os seus cadernos e seguiu para algum lugar onde irá fazer bom proveito da leitura. Sair de lá feliz!  Valeu a pena!

image

“Esse é um dos livros que mais me emocionaram.O jeito tão realista com que Clarice descreve essa personagem, nos faz refletir quantas pessoas provavelmente são assim e que todos tem sua “hora da estrela”, independente de como for essa hora.É um livro que definitivamente, todos precisam ler.

O romance narra as desventuras de Macabéa, uma moça sonhadora e ingênua, recém-chegada do Nordeste ao Rio de Janeiro, às voltas com valores e cultura diferentes. Macabéa leva uma vida simples e sem grandes emoções. Começa a namorar Olímpico de Jesus, que não vê nela chances de ascensão social de qualquer tipo. Assim sendo, abandona-a para ficar com Glória (colega de trabalho), cujo pai era açougueiro, o que sugeria ao ambicioso nordestino a possibilidade de melhora financeira. ao

Sentindo dores constantes, Macabéa vai ao médico e descobre que tem tuberculose, mas não conta a ninguém. Glória percebe a tristeza da colega e a aconselha a buscar consolo numa cartomante. Madame Carlota prevê um futuro feliz, que viria de um estrangeiro que ela conheceria assim que ela saísse daquela casa, homem louro com quem casaria. De certa forma, é o que acontece: ao sair da casa da cartomante, Macabéa é atropelada por um homem que dirigia um luxuoso Mercedez-Benz e acaba morrendo. Esta é a sua “hora da estrela”, momento de libertação para alguém que, afinal, “vivia numa cidade toda feita contra ela”.

Parabéns pela ideia e ótimas leituras!