Ventos Noturnos

Na velocidade dos ventos, as palavras refrescam…

Arquivos de tags: música

Nos meus ouvidos

“Se a música é o alimento do amor não parem de tocar. Dêem-me música em excesso;
tanta que, depois de saciar, mate de náusea o apetite.”

(William Shakespeare)

image

Eu sou movida a música, não sei fazer nada sem o player ligado. Agora é difícil definir um gênero musical para mim, porque eu gosto de todos os sons. Mas a música é feita de momentos, há dias em que queremos apenas o silêncio desses violões que cantam num barzinho. E há outras ocasiões que somos até brega, isso depende de quantos copos de cerveja tomamos. Mas na verdade, o que importa são as sensações que cada estilo musical provoca. Cada um, em seu cada qual curtindo o seu som.

Uma vez alguém me perguntou qual era a trilha sonora da minha vida. É díficil encontrar essa resposta, porque todos os dias aparece uma música nova e eu me apaixono por aquele som e pronto. Muitas músicas de ontem e de hoje serão trilhas de meus dias. Por exemplo, respondendo por hoje: meu coração está sertanejo. Sou rural, campestre, não posso negar as minhas raízes. Gosto do estilo sertanejo que ouvia quando era pequena, das músicas da radiola do meu pai.

É certo que esse estilo musical tomou conta do Brasil e mudou muito, e isso é muito bom para a música sertaneja e brasileira. Acredito que o sertanejo estava precisando nesse novo rumo, e esses cantores novos que chegaram estimulam os antigos. A nova geração animando os cantores da radiola.

“Pouco importam as notas na música, o que conta são as sensações produzidas por elas.”

(Leonid Pervomaisky)

Deixo aqui para vocês algumas músicas do meu iphone. Algumas músicas mesmo. Quem sabe outro dia eu coloco mais. (clique na imagem para ouvir o som)

imagem

E você? Qual a sua música para hoje?

P.s.: o wordpress não aceitou o código da playlist, mas é só clicar na imagem do iphone que vocês serão direcionados para a playlist. é só aproveitar e curtir um pouco dessa minha paixão sertaneja.

Anúncios

Devaneios

image 

“If I lost my way you’d carry me home”

Os dias passam tão rápido diante de nossos olhos que não percebemos a essência de cada movimento. Todos as manhãs, quando acordamos, nos deparamos com o desconhecido e começamos a nos questionar como será aquele dia. Há momentos em que nem ligamos para aquele desconhecido que temos que preencher, no entanto precisamos dele para contar e reter lembranças futuras.

Nem sei porque estou começando este post com essas afirmações. Mas a verdade é que me peguei pensando sobre a correria dos nossos dias e o quanto somos negligentes com o nosso presente. Muitas vezes não damos o devido valor as pequenas coisas. O mínino das coisas está na sua essência. Infelizmente temos pressa, e a pressa atrasa o relógio.

Me perdir em alguns caminhos, mas me reencontrei na canção e nas lembranças passadas que agora me fortalecem para continuar no presente. Algumas recordações serão eternas, nunca esqueceremos, principalmente àquelas que guardamos no coração.

Parque. Praça. Música. Fone. Lembranças. Spice Girls. Amigo. Capa de cd.

As recordações somam o prensente e o curso que o dia em branco segue. Eu só sei que no final dele (do dia) tenho um papel cheio de prosa devaneada. O importante é deixar a tinta escorrer no papel e desenhar o sorriso que a música fez questão de lembrar.